sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

Atualizando o passado.

E como neste país perde-se a moral, mas não se perde a piada, nosso digníssimo ministro da Justiça, Tarso Genro, anunciou no Fórum Social Mundial que pretende acelerar a coleta de dados sobre o período de ditadura militar no Brasil para a inauguração do Museu Nacional da Ditadura, cuja sede será no Rio de Janeiro. Este ano, a lei de anistia completa 30 anos.

A questão é: com o sempre atual presidente do Senado e o ministro de Minas e Energia, por exemplo, será que a ditadura está mesmo tão distante assim, pra ser embalsamada em um museu?