quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

Gump plans.

Nestes dias morimbundos de calor insuportável e mosquitos hiperativos regados a legendas pra traduzir, textos pra revisar e a perspectiva do fechamento-nosso-de-cada-quinta na redação é que tenho vontade de tocar fogo em tudo e sair correndo até não sentir mais as pernas. Até encontrar um lugar sem vozes, telefones tocando, telas piscando, papéis descontrolados dançando ao ritmo frenético do ventilador. Até não saber mais onde estou. Até esquecer quem eu sou e tudo o que eu tenho pra fazer.

Correr até ouvir só as batidas do meu coração.