quarta-feira, 11 de março de 2009

Sim, a vida vai bandida, obrigada. Mas dormir pra quê?

[Depois dos 25, cada minuto é hiperbolicamente valioso.]