sexta-feira, 4 de setembro de 2009

Morto bom é morto morto.

A rapaziada diz que não precisa mais de diploma, aí dá nisto: