segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

Don't get any big ideas, they're not gonna happen.

O plano de metas 2010 inclui a eterna ladainha autossustentável que figura a lista desde os primórdios lucianescos e conta com novos projetos mirabolantes e audaciosos, como incluir o fator rancor no menu. Não o rancor cancerígeno da lembrança e da corrosão eternas, mas algo mais próximo a simplesmente não esquecer, com a facilidade infantil que me é habitual, do que as pessoas realmente são. Nem tudo pode ser esquecido, e por mais que o fator dia seguinte (sim, Scarlett, amanhã será um novo dia) sempre me faça esquecer dos pequenos holocaustos pessoais a que vez ou outra me submetem, acho justo registrar em minha memória a filhadaputice ad infinitum que emana dos poros da rapaziada, caso persistam os sintomas.

Um pouquinho mais de sangue nos olhos e sustentabilidade mnemônica a quem de direito, só pra variar.