sexta-feira, 26 de março de 2010

Nossa senhora da bicicletinha, dai-me equilíbrio.


Meu conceito de mulherzinha é devidamente exemplificado por uma das partes do diálogo abaixo. Com close caption.

-Nossa, você cortou o cabelo? [O que diabos você fez com sua vida?]
-Aham.
-Ficou bem curto, né? [A cabeleireira errou a mão ou só te sacaneou mesmo?]
-É.
-É difícil ver cabelo cacheado hoje em dia. Você nunca pensou em fazer progressiva? [Com o avanço da tecnologia capilar e o boom de cabelos escorridos, lisos e sedosos, você não se envergonha de andar à Valderrama por aí?]
-Não.
-Ah, devia, facilita muito a vida, viu? Fiz no meu e não me arrependo. [Faça uma progressiva já! Todas as garotas modernas, lindas, maravilhosas e absolutas como eu já fizeram, sua jeca.]
-Uh.
-Comecei a fazer porque meu ex-namorado adora cabelo liso. [Homens gostam de cabelo liso, não sabia? Quer morrer encalhada, sua desorientada?]
-...
-Você tem namorado? [É óbvio que você não tem namorado, né?]
-Tenho. [hahahaha toma essa!]
-Ele gosta de cabelo cacheado? [Se você tiver mesmo, certamente ele não está satisfeito.]
-Gosta.
-E ele gostou do seu corte? [Não me diga que ele curte isso...]
-Parece.
-hahahaha pior que nem dá pra saber direito, porque homem é foda, nunca fala que a gente tá mal! Dá até raiva, né? [Obviamente ele só falou isso pra te agradar, bitch.]
-É. Tem tanta coisa no mundo que dá raiva, né? [Get behind, satan!]
-hehehehehehe
-...
-hehehehehehe
-...