sábado, 8 de maio de 2010

Enquanto isso, no banheiro da universidade...


Novo golpe sinestésico na praça:

-Menina, preciso lavar o rosto de hora em hora por causa desse calorão. Fico toda grudenta.
-Nossa, que horror. Sabe que eu nunca fico suja? Acho que é genética. Na minha família todo mundo está sempre limpinho, mesmo quando não toma banho.