sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Ouro de tolo.

Eu tenho vontade de colocar no colo essas meninas com salto tão alto quanto o ângulo de seus plastificados narizes, dar uns tapinhas na testa até fazer bifinho e dizer que elas não vão virar ouro em pó quando morrer.